ATO DE SUBMISSÃO E DE RESIGNAÇÃO3

Pai, em todas as coisas que vos pedimos, faça-se a vossa vontade e não a nossa, por saberdes, melhor do que nós, o que nos convém para nosso adiantamento moral e felicidade futura.

Levantei meus olhos para Vós, ó Eterno, e me senti fortificado. Sois a força de todo o Universo; não me abandoneis, meu Deus! Vivo subjugado ao peso das minhas iniquidades; ajudai-me!

Conheço as fraquezas da minha carne, e ante as maravilhas da vossa criação, sei que sou a mais ínfima das vossas obras; mas vosso amor e bondade não tem limites e, por isso, espero que não afastareis de mim o vosso olhar!

Sou devorado por sede ardente; fazei, Senhor, jorrar a fonte de água viva, e serei saciado.

Não se abra nunca minha boca para soltar queixumes nas aflições da vida, mas sim para vos tributar louvores.

É grande a minha fraqueza, mas Vós sois Pai de infinito amor e me sustentareis.

Ó Eterno! Só Vós sois grande! Só Vós sois o alvo da minha vida!