PELOS ESPÍRITOS ARREPENDIDOS

Deus de infinita bondade e amor, que aceitais o arrependimento sincero do pecado! Eis, Senhor, um espírito que se tem comprazido no mal, mas que, reconhecendo seus erros, quer entrar no bom caminho. Dignai-vos, bom Pai, recebê-lo como ao filho pródigo e derramar sobre ele o bálsamo do vosso perdão. Bons Espíritos! Se até hoje nosso irmão foi surdo aos vossos conselhos, de hoje em diante ele os deseja e quer escutar.

Abri seus olhos à luz, mostrando-lhe a felicidade dos bons Espíritos, e auxiliai-o a persistir no desejo de purificar-se para obtê-la. Sustentai-o nas suas boas resoluções e incuti-lhe a necessária força para resistir às sugestões dos maus espíritos. Espírito que acabais de manifestar o arrependimento pelas vossas faltas passadas, nós vos felicitamos pela vossa resolução e agradecemos aos bons Espíritos que vos auxiliaram. Outrora sentíeis prazer em praticar o mal, talvez por não compreenderdes quão agradável é a satisfação que resulte da prática do bem.

Talvez vos julgueis indigno de merecer a felicidade, mas hoje, que pusestes o pé no bom caminho, nova luz vos iluminou e vos permitirá apreciar venturas desconhecidas de que só gozam aqueles que sabem sofrer com resignação, sem jamais deixarem de alimentar a esperança. É que Deus ouve sempre os arrependidos e a nenhum de seus filhos repele, desde que o busquem com contrição e fé.

Para que Ele vos permita os necessários meios de entrardes em sua graça, aplicai-vos, daqui para o futuro, não somente em repudiar o mal, mas mui particularmente em praticar o bem, reparando os danos que causastes. Assim, tereis satisfeito a divina justiça, pois que cada ação boa e nobre apagará uma de vossas faltas passadas. Destes o primeiro passo e agora, quanto mais avançardes, tanto mais suave e fácil vos será o caminho. Perseverai, pois, na prática do bem e um dia tereis a glória de ser contado entre os bons Espíritos, que são os felizes