RECOLHIMENTO E PRECE

 

Meu amigo, que viajas neste mundo buscando a perfeição espiritual, atenta em que, hoje e sempre, o recolhimento e a prece são lâmpadas que deves manter permanentemente acesas, a fim de que não só iluminem o caminho como também para que sintas o doce aconchego do Mestre, sempre presente. Recolhe-te ao despertar, procura a formosa Estrela Dalva que deve iluminar o teu dia. Ora ao Cristo de Deus, com toda a unção de teu espírito. Agasalha-te no santuário do coração, para que possas ouvir os santificados planos do Mestre que te dizem respeito. Busca, após, o dever, com espírito equilibrado e sereno.

Não maldigas, nem te lamentes, se urzes e pedras juncam o teu caminho. Lembra-te de que o Divino Modelo subiu ao Gólgota, feliz e sereno, por sacrificar-se pela humanidade.Volta-te sempre para as coisas da Terra que exigem a tua imediata atenção, mas guarda no imo a claridade divina e bela do Amor Cristão. Espalha ao teu redor o perfume que identifica o espírito dedicado ao Bem Incondicional e desinteressado e crê que Jesus, presente em teu coração, descerra-te o celeiro magnificante das bênçãos, para que as distribuas na Terra.

Não olvides que Ele te elege o seu embaixador entre os filhos da tristeza, dos desenganos, e não te canses de repetir, com inquebrantável devoção, Seu Nome sagrado como divina luz do teu roteiro. Ergue-te para a vida iluminada, através do Evangelho redivivo, pratica as lições do cristianismo, que tens ouvido e, estudando, não te esqueças de que o tempo é um tesouro que deves preservar e aproveitar incessantemente. Rejubila-te no Cristo. A alegria cristã deve ser teu apanágio, a fé, tua couraça. Ama com doçura. Espera com fervor. Consagra-te ao Bem em toda parte e bendito serás, meu amigo, no coração do Imaculado Cordeiro. Que o senhor da Vida te renove as energias.

Bezerra de Menezes