AINDA EXISTE ESPERANÇA

Em 12 de janeiro de 2010, o mundo foi abalado por um terremoto que devastou o Haiti, o pais mais pobre das Américas, e deixou cerca de 230 mil mortos, sem contar mais de 1 milhão de desabrigados.

Como o país já havia sido castigado por furacões e tempestades, o jornalista Leonard Pitts |r„ do Miami Herald, foi levado a perguntar se o planeta não estaria "conspirando contra essa pequena e humilde nação".'

Sim, ás vezes, a Terra é cruel, Leonard. Mas não há conspiração contra o Haiti. Afinal, logo depois, em 27 de fevereiro, foi a vez do Chile sofrer um sismo de magnitude 8,8, que matou mais de 700 pessoas e danificou 1,5 milhão de casas.

O tremor foi tão forte que os sismologistas estimam que ele pode ter encurtado a duração do dia em 1,26 microssegundo e alterado o eixo da Terra em 8 cm! Então, em abril, vieram as chuvas do Rio de Janeiro, matando mais de 230 pessoas.

E as tragédias pelo mundo afora continuaram... Ainda existe esperança para o planeta?

Em 1948, a Declaração Universal dos Direitos Humanos proclamou que a alimentação e um direito básico do ser humano.

Em 1969, a Declaração sobre o Progresso e o Desenvolvimento no Campo Social afirmou que é necessário "eliminar a fome e a subnutrição e garantir o direito a uma nutrição adequada".

Em 1974-, foi a vez da Declaração Universal para a Eliminação Definitiva da Lome e da Subnutrição dizer que cada indivíduo "tem o direito inalienável de ser libertado da fome e da subnutrição".

Se isso não bastasse, em 1992, a Declaração Mundial sobre a Nutrição reafirmou que "o acesso a alimentos seguros e nutritivos" constitui um direito universal. Documentos...

Apesar das boas intenções, a desnutrição ou subnutrição maltrata 1 bilhão de pessoas no mundo! Ainda existe esperança para os pobres?

No Iº século da era crista, a população do mundo oscilava entre 200 e 300 milhões. No século 17, chegou a 500 milhões. Em 1804, com o rápido crescimento demográfico, deu um salto para 1 bilhão.

Em 1927, cravou 2 bilhões; em 1960, 3 bilhões; em 1974,4 bilhões; em 1987,5 bilhões; em 1999,6 bilhões. Hoje, a população está beirando a casa de 7 bilhões.

A estimativa é de que chegue a 8 bilhões em 2025, 9 bilhões em 2040 e 10 bilhões em 2060. Se o mundo levou 123 anos para ir de 1 bilhão a 2 bilhões, gastou somente 12 para ir de 5 a 6 bilhões, o mesmo tempo necessário para ir de 6 para 7 bilhões. Ainda existe esperança para o mundo?

Poderíamos continuar enumerando tragédias e estatísticas em várias áreas por centenas de páginas. Mas você já captou a idéia.

A grande pergunta é: existe esperança para o mundo, com todos os seus problemas, e para cada um de nós, com nossas crises? Se há esperança, onde ela se encontra?

A esperança estaria na política, na religião, na educação, na ciência, na tecnologia, na criatividade?... Acreditamos que existe esperança, mas ela não está nessas coisas.

Só existe uma verdadeira fonte de esperança para o mundo, e este livro foi escrito para ajudar você a conhecê-la melhor.

Nào sei como este livro foi parar em suas mãos. Talvez alguém lhe tenha presenteado ou você o tenha adquirido em algum lugar. Isso não é o importante.

O que realmente importa é que o conteúdo do livro lhe seja atrativo e proveitoso. Para isso, leia-o com calma até o fim, e você descobrirá um alimento saudável para o coração e uma mensagem que poderá mudar sua vida.

Em geral, estamos tão ocupados com nossas obrigações e tão envolvidos na rotina da vida que achamos difícil encontrar um momento adequado para a reflexão espiritual, não é mesmo?

E, sem que nos demos conta, pode ocorrer conosco o mesmo que aconteceu com um conhecido político europeu a quem perguntaram se havia visto o eclipse do Sol no dia anterior.

Sua resposta foi: "Estou tão ocupado com os problemas da Terra que não tenho tempo de olhar para o céu!" Que resposta!

Poderíamos estar levando uma vida tão horizontal a ponto de não termos tempo para levantar o olhar da alma? Poderia uma filosofia terrena e secular de vida estar nos roubando a capacidade de cultivar os valores espirituais?

Como resultado, quanta paz e alegria podemos perder!

Este pequeno livro nos introduz ao terreno da fé, da esperança e do amor, as três virtudes máximas que dão plenitude e felicidade ao coração.

Mas, de modo especial, nos coloca em contato com a esperança, a grande força criativa e sustentadora da vida.

O que é uma pessoa sem esperança? É alguém sem sonhos, sem ideais, sem futuro... É alguém sem otimismo, que não sente vontade de lutar. Quando não há esperança, o desespero ocupa seu lugar.

O pensamento derrotista se apodera da pessoa e sobrevêm o fracasso.

O que é uma pessoa com esperança? É alguém com mente positiva e otimista, que crê no triunfo do bem sobre o mal, que não desfalece na luta, que se levanta quando cai, que confia na direção divina e que conserva o entusiasmo de viver.

A esperança é o assunto dominante destas páginas. Num mundo mergulhado em desespero, ainda existe esperança? Ao longo deste livro, apresentaremos respostas que farão bem ao seu coração.

Ao lê-lo, você desfrutará de uma viagem espiritual na companhia do Autor da verdadeira e suprema esperança.

Descobrirá a única solução real para os problemas da vida.

Leonard Pitts Jr., "Cruel as il is, we somehow go on", Miami Herald, disponível em http://www.mia-míherald.com/20l0/01/l4/ÍÍ24766/cruel-as-it4s-wè-somehow-go-on.kmf ••• "World Population", Wikipedia, disponível em http://cn.wikipedia.org/wiki/World_population.

Enrique Chaij

...01 - ESPERANÇA PARA VOCÊ
...02 - A ESPERANÇA DOS SÉCULOS
...03 - AMOR INCOMPARÁVEL
...04 - O MESTRE DA ESPERANÇA
...05 - PALAVRAS DE ESPERANÇA
...06 - VALORES ETERNOS
...07 - VERDADES ESSENCIAIS
...08 - A FONTE DA FELICIDADE
...09 - MILAGRES PRODIGIOSOS
...10 - NASCIDO PARA MORRER
...11 - O MAIOR PRESENTE
...12 - VIDA PARA SEMPRE
...13 - AMIGOS DA ESPERANÇA
...14 - A ESPERANÇA DO FUTURO
...15 - CONCLUSÃO: O CAMINHO DA ESPERANÇA