17 - MÓRMONS

I - INTRODUÇÃO

A - Introdução à Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Quando Jesus Cristo vivia sobre a Terra, Ele organizou Sua Igreja para que todas as pessoas pudessem receber Seu evangelho e voltar um dia a viver novamente com Deus, nosso Pai Celestial. Depois que Jesus Cristo subiu aos céus, Seus Apóstolos continuaram a receber revelações Dele sobre como deviam cuidar do trabalho de Sua Igreja. Entretanto, depois que eles foram mortos, alguns membros modificaram os ensinamentos da Igreja que Ele havia estabelecido. Embora muitas pessoas bondosas e algumas verdades permanecessem, essa Apostasia, ou afastamento generalizado da verdade, teve como conseqüência a retirada da Igreja da face da Terra.

O Apóstolo Pedro profetizou que Jesus restauraria Sua Igreja antes da Segunda Vinda (Atos 3:19-21). Jesus Cristo começou a restaurar a plenitude de Sua Igreja na Terra por meio do Profeta Joseph Smith em 1820. Esta veio a tornar-se uma Igreja mundial, com mais de 11 milhões de membros. Ela contém os mesmos ensinamentos e a organização básica da Igreja estabelecida por Jesus nos tempos do Novo Testamento.

Convidamos todos a aprenderem mais a respeito desta Igreja.

B - MÓRMONS

O fundador desta igreja, Joseph Smith asseverou que, na primavera de 1820, teve uma visão na qual ele viu Deus e Jesus Cristo. Foi-lhe dito para não se juntar a nenhuma igreja, mas que devia fundar a igreja de Cristo na sua plenitude.

Smith também afirmou que em setembro de 1823, um anjo que se identificava como Moroni lhe apareceu para dizer que havia um livro enterrado na colina de Cumora cerca de seis quilômetros de Palmyra, Nova Iorque, o qual continha a história dos primitivos habitantes. No dia seguinte, Smith, supostamente encontrou o livro, embora não tivesse permissão para abri-lo até 1827, quando finalmente o fez, traduzindo-o.

Os ensinamentos nele inseridos, somados às citadas visões, constituíram-se na base para o conteúdo do O Livro de Mórmos, Smith escreveu ainda outras duas obras: Doutrina e Convênios e A Pérola de Grande Valor.

Os mórmons são ativos, trabalham incansavelmente, são pessoas sóbrias, normalmente íntegras.

C - Os mórmons crêem que:

1. A Bíblia é a palavra de Deus apenas na medida em que é corretamente traduzida.

2. O homem preexistia com Deus como alma imortal antes de ser criado. Uma das razões da criação foi criar corpos para essas almas.

3. Deus alegrou-se quando Adão e Eva pecaram porque, assim, a terra poderia ser, agora, povoada.

4. Existem almas imortais que vivem agora no mundo espiritual na companhia de Jesus, que lhes prega o evangelho.

5. Realizam serviços batismais pelos mortos nos templos Mórmons.

6. O casamento deve ser selado para eternidade em um templo Mórmon.

7. Há três níveis de céu - O Celestial (para os mórmons fiéis); o Terrestre (para os mórmons menos fiéis) e o Telestral (para os outros, que serão servos). Na essência, toda a humanidade receberá a vida eterna; no entanto, alguns tornar-se-ão servos de outros.

D - Alguns pontos a destacar:

1. Os mórmons são fiéis dizimistas.

2. Preocupam-se com a saúde, evitando o uso de álcool e de fumo.

3. Defendem o conceito do dom de profecia na igreja de hoje.

4. Acreditam no batismo por imersão.

5. Defendem a idéia de que as organizações religiosas de hoje são a “Babilônia Caída” e que o Cristianismo necessita voltar aos ensinos do Novo Testamento.

II - A História do Mormonismo

O Mormonismo teve início com Joseph Smith Jr. que nasceu em 25 de Dezembro de 1805, em Vermont. Ele era o quarto filho de Lucy e Joseph Smith. O pai de Joseph era conhecido como caçador de tesouros enterrados, particularmente o do Capitão Kidd. Sua mãe era extremamente supersticiosa.

Joseph Smith Jr. afirmou que estava perturbado pelas diferenças entre as denominações do Cristianismo e perguntava-se qual seria a verdadeira. Em 1820, quando ele tinha 14 anos, ele foi para a mata para orar a respeito disto e alegou que Deus, o Pai, e Jesus apareceram a ele e lhe disseram para não unir-se a qualquer daquelas igrejas denominacionais.

Três anos depois, em 21 de setembro de 1823, quando tinha 17 anos, um anjo chamado Moroni, que supostamente era filho de Mórmon, o líder de um povo chamado Nefitas, que tinha vivido na América, apareceu a ele e lhe disse que fora escolhido para traduzir o Livro de Mórmon que fora compilado pelo pai de Moroni perto do quarto século. O livro fora escrito em placas de ouro e escondido próximo de onde Joseph vivia em Palmyra, Nova York. Joseph Smith disse que em 22 de setembro de 1827 ele recebeu as placas e que o anjo Moroni o instruiu a iniciar o processo de tradução. A tradução foi finalmente publicada 1830 como o Livro de Mórmon. Joseph afirmou que durante este processo de tradução, João Batista apareceu-lhe e ordenou-lhe que completasse o trabalho divino de restaurar a verdadeira igreja pela pregação do verdadeiro evangelho que, alegadamente, havia se perdido da Terra.

O Livro de Mórmon é, supostamente, a história de um povo que veio viver no Meio-Leste da América do Norte. Ele cobre o período de 600 a.C. a 400 d.C. Fala acerca dos Jareditas, povo que originou-se na Torre de Babel e que veio para o centro da América, mas que pereceu por causa da sua própria imoralidade. Ele descreve, também, alguns judeus que fugiram da perseguição em Jerusalém e vieram para a América liderados por um homem chamado Nefi. Os judeus eram divididos em dois grupos conhecidos como Nefitas e Lamanitas, que lutavam entre si. Os Nefitas foram eliminados em 428 d.C. Os Lamanitas continuaram e são conhecidos como os Índios Americanos. O Livro de Mórmon é o registro do líder Nefita, Mórmon, acerca da sua cultura, civilização e da aparição de Jesus aos americanos.

Depois da publicação do Livro de Mórmon, o mormonismo começou a crescer. Devido ao fato da sua religião aceitar desvios do Cristianismo, como por exemplo, pluralidade de deuses, poligamia (dizem que Joseph teve 27 esposas), etc., a perseguição forçou-os a mudarem-se de Nova York para Ohio, depois para o Missouri, e finalmente para Nauvoo, Illinois. Depois de ser acusado de quebrar algumas leis em Nauvoo (por destruir uma gráfica que estava imprimindo uma publicação que alertava contra o mormonismo), Joseph e seu irmão Hyrum terminaram na cadeia. Depois, uma multidão invadiu a cadeia e matou Joseph e seu irmão.

Depois da sua morte, a igreja dividiu-se em dois grupos: um liderado pela sua viúva, que voltou para Independence, Missouri. Eles eram conhecidos como Reorganized Church of Jesus Christ of Latter-day Saints (A Igreja Reorganizada dos Santos dos Últimos Dias). Eles afirmavam ser a igreja verdadeira e permaneceram afirmando ter a sucessão legal da presidência da igreja que fora passada para o filho de Joseph Smith por ele mesmo. O outro grupo, liderado por Brigham Young, foi para Utah onde, em 1847, chegaram ao Lago Salgado e fundaram a cidade de Salt Lake City. Brigham teve 25 esposas e acumulou muita fortuna.

III- O LIVRO DE MÓRMON

De acordo com Joseph Smith, o Livro de Mórmon é mais correto do que a Bíblia e contém as verdades do mormonismo. No entanto, se isto é verdade, então por que o Livro de Mórmon contradiz a teologia mórmon?

Isto acontece porque a teologia de Joseph Smith não se aprofundou realmente até que o Livro de Mórmon fosse impresso. Para harmonizar suas mudanças teológicas com a sua escritura, os mórmons redefiniram as palavras cristãs comuns.

A - Orando acerca do Livro de Mórmon

Uma das coisas que os mórmon pedem que os potenciais convertidos façam é que leiam o Livro de Mórmon e orem a Deus perguntando-lhe se o Livro de Mórmon é verdadeiro. Eles dizem que você receberá um testemunho do Espírito Santo de que o Livro de Mórmon é verdade, que Joseph Smith é um profeta de Deus e que igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias é a igreja de Deus restaurada na terra hoje. É difícil contradizer este testemunho porque ele é um fenômeno emocional, e creio também, espiritual. Eu digo que é espiritual, mas não estou dizendo que é de Deus, na verdade é do diabo.

Os mórmons ensinam que se você é sincero e que se você pedir a Deus por sabedoria, como ele diz em Tiago 1:5, então Ele responderá e o levará à verdade. O que poderia fazer mais sentido do que isto?

B - Existem várias razões por que esta abordagem para determinar a verdade é perigosa. A mais importante é a que segue:

A Bíblia diz que para determinar a verdade você deve examinar as escrituras. 2 Timóteo 3:16-17 diz que "Toda a escritura é inspirada por deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção e para a instrução na justiça, para que o homem de Deus seja apto e plenamente preparado para toda boa obra" (NVI). Atos 17:11 diz "Os bereanos eram mais nobres do que os tessalonicenses, pois receberam a mensagem com grande de interesse, examinando todos os dias as escrituras, para ver se tudo era assim mesmo" (NVI). Se os bereanos compararam o que o apóstolo Paulo dizia com as escrituras, não deveríamos nós fazer o mesmo com o mormonismo? Certamente! Você não tem que orar pela verdade você tem de procurá-la na Bíblia. Para começar, os mórmons vão contra as escrituras e colocam a sua confiança em uma coisa que não é possível verificar (exceto pelo seus próprios sentimentos subjetivos, os quais a Bíblia diz para não confiarmos, Jeremias 17:9).

- O Livro de Mórmon versus a doutrina mórmon
- O Livro de Mórmon não contém mormonismo. Ele é mais cristão do que mórmon. A teologia mórmon fala sobre muitos deuses, Deus sendo um homem, homem e mulher potencialmente tornando-se deuses, mas o Livro de Mórmon é basicamente cristão no seus ensinos.

As seguintes informações estão no Livro de Mórmon. Compare-as com a doutrina mórmon e veja as diferenças. É óbvio que, enquanto o mormonismo cresceu, ele foi agregando diversos ensinos no seu desenvolvimento. Ele não é inteiramente consistente e é auto-contraditório.

IV - As Doutrinas Estranhas do Mormonismo

As doutrinas do Mormonismo ficaram mais estranhas à medida que a seita se desenvolveu. Atualmente, as doutrinas mórmons são as seguintes:
(Observação: Estas doutrinas são documentadas por escritores mórmons, não por opositores do mormonismo.)

- O verdadeiro evangelho foi perdido na terra. O Mormonismo é a sua restauração, Mormon Doctrine, by Bruce R. McConkie, p. 635. Eles ensinam que existiu uma apostasia e que a verdadeira igreja deixou de existir na terra.
- Nós precisamos de profetas hoje, da mesma maneira que no Antigo Testamento, Mormon Doctrine, p. 606.
- O Livro de Mórmon é mais correto que a Bíblia, History of the Church, 4:461.

- Não existe salvação fora da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, Mormon Doctrine, p. 670.
- Existem muitos deuses, Mormon Doctrine, p. 163.
- Existe uma deusa mãe, Articles of Faith, by James Talmage, p. 443.
- Deus foi um homem em um outro planeta, Mormon Doctrine, p. 321.
- Depois de você tornar-se um bom mórmon, você tem potencial para tornar-se um outro deus, Teachings of the Prophet Joseph Smith, pages 345-347, 354.

- Deus, o Pai, tem um pai (Orson Pratt in The Seer, page 132; Um dos propósitos do The Seer era "elucidar" a doutrina mórmon, The Seer, page 1, 1854.
- Deus, o Pai, tem um corpo de carne e ossos, Doctrine and Covenants, 130:22.
- Deus tem a forma de um homem, Joseph Smith, Journal of Discourses, Vol. 6, page 3.
- Deus é casado com a sua esposa-deusa e tem filhos espirituais, Mormon Doctrine p. 516.
- Nós fomos gerados primeiro como bebês espirituais no céu e então nascemos naturalmente na terra, Journal of Discourse, Vol. 4, p. 218.

- O primeiro espírito que nasceu no céu foi Jesus, Mormon Doctrine, page 129.
- O Diabo nasceu como um espírito depois de Jesus "na manhã da pré-existência" Mormon Doctrine, page 192.
- Jesus e Satanás são espíritos irmãos, Mormon Doctrine, p. 163.

- Um plano de salvação era necessário para as pessoas na terra. Então, Jesus e Satanás apresentaram cada um o seu plano, e o plano de Jesus foi aceito. O Diabo quiz ser o salvador da humanidade para "anular a identidade dos homens e destronar a deus." Mormon Doctrine, page 193; Journal of Discourses, vol. 6, page 8.

- Deus teve relações sexuais com Maria para produzir o corpo de Jesus, Journal of Discourses, Vol. 4, p. 218, 1857.
- O sacrifício de Jesus não é suficiente para limpar-nos de todos os nossos pecados, Journal of Discourses, Vol. 3, p. 247, 1856.
- As boas obras são necessárias para a salvação, Articles of Faith, p. 92.
- Não existe salvação sem aceitar Joseph Smith como um profeta de Deus, Doctrines of Salvation, Vol. 1, p. 188.
- Batismo pelos mortos, Doctrines of Salvation, Vol. II, p. 141. Esta é a prática de alguém batizar-se em lugar de alguém, não-mórmon, que já tenha morrido. Eles crêem que, no após vida, a pessoa "nova batizada" esteja habilitada a entrar em um céu mórmon de maior nível.
- Existem três níveis de céu: Telestial, Terrestrial e Celestial, Mormon Doctrine, p. 348.

V - A História da Igreja

Na primavera de 1820, um rapaz de 14 anos chamado Joseph Smith dirigiu-se a um bosque perto de sua casa, em Palmyra, Estado de Nova York, e orou para saber a qual igreja deveria unir-se. Em resposta a sua oração, Deus o Pai e Seu Filho, Jesus Cristo, apareceram a ele, do mesmo modo que seres celestiais apareceram a profetas como Moisés e Paulo, nos tempos bíblicos. Foi dito a Joseph que a Igreja originalmente organizada por Jesus Cristo não estava mais sobre a Terra.

Joseph Smith foi escolhido por Deus para restaurar a Igreja de Jesus Cristo sobre a Terra. Nos dez anos que se seguiram, Joseph foi visitado por outros mensageiros celestiais, traduziu O Livro de Mórmon e recebeu a autoridade para organizar a Igreja. A Igreja foi organizada em Fayette, Nova York, em 6 de abril de 1830, sob a liderança de Joseph Smith. Ela tornou-se uma organização com membros e congregações no mundo todo.

VI - A Igreja atualmente

Hoje, A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias é uma religião mundial. A Igreja:
Tem mais de 11 milhões de membros, dos quais mais da metade vive em locais fora dos Estados Unidos.
É representada por mais de 60.000 missionários, em 162 países.
Publicou mais de 100 milhões de exemplares do Livro de Mórmon: Outro Testamento de Jesus Cristo, em 93 idiomas.
Tem mais de 100 templos no mundo todo.
Tem congregações no mundo todo, onde os membros e visitantes reúnem-se aos domingos para adorar e aprender.

VII - Crenças básicas

Pode ser que você tenha perguntas a respeito do que acreditam os membros d'A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Algumas das crenças básicas da Igreja são:
- Deus é nosso Pai Celestial. Ele nos ama e deseja que voltemos a Ele.
- Jesus Cristo é o Filho de Deus.Ele é nosso Salvador. Ele nos redime da morte proporcionando aRessurreição. Ele nos salva do pecado quando nos arrependemos.
- Por meio da Expiação de Jesus Cristo, podemos voltar a viver com Deus se guardarmos Seus mandamentos.
- O Espírito Santo nos ajuda a reconhecer a verdade.
- Os primeiros princípios e ordenanças do evangelho são féem Jesus Cristo, arrependimento, batismo, e recebimento do dom do Espírito Santo.
- A Igreja de Jesus Cristo restaurada à Terra.
- A autoridade do sacerdócio de Deus existe hoje em Sua Igreja, da mesma forma que na Igreja original.
- A Bíblia e o Livro de Mórmon são a Palavra de Deus.
- Deus revela Sua vontade aos profetas hoje em dia, da mesma forma que o fazia antigamente.
- Nossa vida tem um propósito sagrado .
- As famílias podem ficar juntas para sempre.
- Por meio do serviço aos outros, podemos experimentar a alegria e ficar mais perto de Deus.

A melhor maneira de receber respostas para suas perguntas é conversar com um amigo ou conhecido que seja membro da Igreja.Podemos indicar um membro em sua área que teria prazer em conversar com você. Você também é bem-vindo para vir e adorar conosco.

Joseph Smith (Mórmon.org)