IRRADIAÇÕES
BIBLIOGRAFIA
01- AFINAL, QUEM SOMOS?, pag. 178 02 - AS CASAS MAL ASSOMBRADAS, pag. 319
03 - ESPÍRITOS E MÉDIUNS, pag. 55, 77 04 - ESTUDOS SOBRE MEDIUNIDADE, pag. 54
05 - MEDIUNIDADE (2 DE 7), pag. 75 06 - MEMÓRIAS DE UM SUICIDA, pag. 85, 117
07 - NO INVISIVEL, pag. 177 08 - O LIVRO DOS ESPÍRITOS, q. 92, 118, 141

LEMBRETE: O NÚMERO DA PÁGINA PODE VARIAR DE ACORDO COM A EDIÇÃO DA OBRA CITADA.

IRRADIAÇÕES – COMPILAÇÃO

01 - IRRADIAÇÕES

A irradiação é o ato ou efeito de irradiar determinado campo eletromagnético ou partícula através do espaço em determinado tempo.

No caso da radiofreqüência, esta irradia-se a partir de um sistema irradiante, este é composto de um sistema de transmissão (transmissor), uma linha de transmissão e uma antena.

Antena

A antena é um sistema que irradia energia eletromagnética, podemos conhecê-la a partir do processamento da irradiação, da eficiência e da distribuição da energia irradiada através do campo, dentro do espectro conhecido, ou arbitrado. Existem diversos tipos de antenas, contudo, todas irradiam de forma semelhante. Desta forma, o diagrama de irradiação nada mais é do que o mapeamento espacial da distribuição de energia irradiada, levando em conta o campo tridimensional.

Existem diversas maneiras de levantá-lo, algumas mais simples outras mais trabalhosas, portanto se um ou mais sistemas de análise chegarem ao mesmo resultado, sempre valerá o mais simples, isto é aquele menos trabalhoso.

Diagrama de irradiação

Para levantar-se o diagrama de irradiação, deve-se toma-lo a partir de uma distância e localização onde não seja possível a interferência de elementos estranhos ao meio onde se encontram a antena de prova e a antena de teste.

Normalmente levanta-se o diagrama à separações entre antenas de prova e teste não inferiores a dez vezes ao comprimento de onda da freqüência central, por exemplo, se estamos levantando um sistema que opera no comprimento de onda de quarenta metros, deve-se tomar as medições no mínimo à quatrocentos metros de distância em campo aberto. Para levantar-se o diagrama de irradiação de uma antena, devem ser usados alguns procedimentos básicos.Em primeiro lugar, deve-se ter uma antena de prova, e uma antena de teste.

Método de levantamento do diagrama de irradiação

Deixa-se a antena de teste a uma distância confiável da antena de prova, de forma a não haver interação de sinais entre elas e o meio circundante.

Três passos devem se seguidos, após tomadas todas as precauções acima.
1.Gira-se a antena sob teste de forma a descrever um, círculo
2.A intervalos regulares, a cada dez graus por exemplo, toma-se a medida do campo irradiado de forma a obter-se um gráfico.
3.Os valores devem ser anotados ou em valores absolutos, ou em valores relativos ao seu máximo.

As medidas e características servem tanto para transmissão quanto para a recepção, obedecendo a lei da reciprocidade.

Na resultante da experiência acima temos o que se chama diagrama de irradiação do campo da antena, e por conseqüência torna-se mister em suas especificações se tratamos de campo ou de potência, se a polarização é vertical , ou horizontal, e o principal, o levantamento, sempre que possível deve ser executado em 360 graus.

Antena Dipolo

No caso de uma antena dipolo, na polarização horizontal, é perfeitamente possível a diagramação da irradiação em dois sentidos, isto é, existem duas frentes de onda.

Sempre há um lóbulo principal de irradiação e lóbulos secundários de menor amplitude .

Antenas de feixe estreito

Para antenas de feixe estreito, helicoidais, antenas de radar, por exemplo, carece utilizar o diagrama retangular e não o polar, devido à precisão necessária.

Devido à dualidade da energia emitida e à lei de reciprocidade, exemplificado anteriormente, pode-se usar a análise gráfica tanto para irradiação, quanto para campo, próximo/distante.

Devemos lembrar que num diagrama de irradiação de campo cujo valor máximo arbitra-se igual a unidade (1,0 ) a amplitude correspondente à meia potência equivale à 0,707, pois devemos lembrar que estamos trabalhando com lóbulos, e o cálculo é muito semelhante ao cálculo senoidal.

Verifiquemos que o diagrama de fase da antena nada mais é do que a representação espacial da variação de fase do campo irradiado.

Ponto irradiante

Consideremos uma antena irradiando uma potencia total ( W ), situada ao centro de um campo espacial fictício cuja superfície seja uma esfera perfeita, imagine uma bola de sabão flutuando no espaço e o ponto de irradiação, ou seja a antena esteja em sua superfície esférica onde seu raio ( r ) seja imensamente maior do que o tamanho físico da antena, de forma que a vejamos como se fosse um ponto infinitesimal.

Onde ( P ) seja o valor médio da densidade de potência provocada pela antena à distância ( r ).

Onde ( Pr ) seja o valor médio da densidade de potência provocada outra antena idêntica à primeira antena à distância ( r ).

02 - IRRADIAÇÕES

Bases do Fenômeno:

O mundo espiritual é constituído como o nosso, de matéria física, com a diferença de que este que vemos e tocamos é denso e o espiritual é fluídico e de freqüência mais alta. Esta tem menos densidade e força de coesão mais fraca entre as moléculas. Sua constituição é maleável, com extrema mobilidade, bastando o impulso da força mental do pensamento para plasmá-la. Daí vem a grande mobilidade e as mutações repentinas das paisagens e locais do plano espiritual.

Neste plano a matéria encontra-se em estado energético (dinâmico) em contraposição ao plano material denso em que a matéria parece em estado de repouso (estático).

Nosso corpo sólido, de matéria densa, é completamente insensível. Nenhum dos cinco sentidos lhe pertence: são apenas aberturas na matéria, nas quais se localizam as pontas dos nervos, preparadas de acordo com a sensação que devam captar.

O perispírito é que, através dos nervos, possui sensibilidade; se eliminarmos os nervos (anestesia) nada sentimos no corpo. Só vemos através dos olhos, quando as vibrações da luz ferem o nervo ótico. Ao sentirmos gosto, odores e tato, quer dizer que os nervos gustativo, olfativo e extremidades nervosas sob a epiderme são/foram atingidos. O corpo físico denso amortece todas as sensações. Nos desencarnados são muito mais agudas e vibrantes pois para as percepções não necessitam de órgãos especializados. As percepções se dão por todo o corpo.

O sistema nervoso liga o plano etéreo ao plano físico. O estado energético é o intermediário entre Espírito e matéria. A mente espiritual precisa dessa matéria energética para agir sobre a matéria densa.

O sistema nervoso é complexo e permeia todo o corpo físico denso, formando em certos pontos do corpo uma espécie de rede compacta (emaranhados). São os chamados plexos nervosos, que existem em número elevado. Esses plexos nervosos, apresentam no corpo menos denso (perispírito) seus correspondentes etéreos, que não se materializam, e que possuem funções e trabalhos específicos. É como se o sistema nervoso contasse de duas partes: uma física, densa e tangível e outra fluídica, menos densa e invisível para os encarnados. Correspondendo aos locais dos plexos no físico, o perispírito possui turbilhões que servem de ligação das vibrações e dos elementos fluídicos do plano etéreo.

Esses vórtices giram com intensidade, estabelecendo canais de sucção ou de expulsão, tais como exaustores ou ventiladores.

Essas rodas (Chakras em sânscrito) giram ao dar passagem à matéria fluídica, de dentro para fora ou de fora para dentro.

Os Centros de Força - Chakras:

Tanto encarnados como desencarnados os Espíritos assimilam energias das mais diversas de forma contínua, automática e inconsciente em dependência de seu maior ou menor equilíbrio físico e espiritual.

O Perispírito metaboliza essas energias nos Centros de Força e as distribui em nosso organismo.

No homem comum, o chakra (Centro de Energia ou força vital), se apresenta como um círculo de mais ou menos 05 cm. de diâmetro, quase sem brilho; porém no indivíduo mais espiritualizado, se apresenta como um vórtice luminoso e refulgente.

Quanto mais ativo ou desenvolvido for o chakra, maior capacidade de energia ele comporta, e, portanto, maiores possibilidades de emprego dessa mesma energia.

Os chakras existem aos milhares, sendo que sete deles são de maior importância, por coordenarem a metabolização de energias e fluidos em grandes áreas específicas. Os principais centros de força e sua respectiva localização são:

1) – Centro Coronário: É responsável pelas energias oriundas do plano espiritual, relacionando-se materialmente com a epífise.

Situa-se no centro da cabeça e contém 12 pás no centro e 960 pás na periferia. É chamado por isso de "Lótus de mil pétalas". Sua cor e brilho variam de acordo com o desenvolvimento da criatura.

2) – Centro Frontal: Centro de força com 96 pás, localizado entre as sobrancelhas; relaciona-se materialmente com os lobos frontais do cérebro.

Governa o intelecto (cérebro), com todos os seus neurônios. Assim, comanda os cinco sentidos (visão, audição, paladar, olfato e tato).

É responsável pela vidência, audiência clareza de raciocínio e percepção intelectual.

Gira para fora, e, por isso, segundo a vontade do indivíduo, poderá girar rapidamente, emitindo irradiação que pode ser dirigida às pessoas com diversos objetivos (calma, conforto, equilíbrio, coragem, etc.).

3) – Centro Laríngeo: É responsável pelas energias na área da fala. Atua no funcionamento das glândulas do timo, da tireóide. Relaciona-se materialmente com o plexo cervical.

4) – Centro Cardíaco: Responsável pelas energias das emoções superiores e sentimentos. Atua na área do coração e da circulação. Relaciona-se materialmente com o plexo cardíaco.

É o chakra que vibra fortemente quando sentimos simpatia, amor, piedade, compaixão por nossos irmãos.

Bem desenvolvido, leva ao amor universal a todas as criaturas.

5) – Centro Esplênico: É o responsável pela eliminação das energias descartáveis do nosso perispírito. Atua em todas as áreas das defesas orgânicas através do sangue. Relaciona-se materialmente com o baço.

É um dos responsáveis pela vitalização do nosso organismo.

6) – Centro Gástrico: Vitaliza o sistema digestivo e é também responsável pelas emoções. Está relacionado materialmente com o plexo solar.

7) – Centro Genésico ou Básico: É o responsável pelas energias oriundas da reprodução, da sexualidade e da criatividade. Relaciona-se com o sistema reprodutor.

Quando contrariamos as leis Naturais, no nível do perispírito, ficam registradas energicamente, influenciando de forma decisiva a encarnação atual, bem como as posteriores.

Esses registros são energéticos e constituídos de cargas negativas ligados a determinados centros de força. Estão relacionados com a Lei de Causa e Efeito, como conseqüência do uso do livre-arbítrio.

AS Condições de quem irradia:

Primeiramente, são necessárias algumas definições:

Radiação: energia que é projetada sob a forma de ondas (como a luz e o calor)

Vibração: Ato ou efeito de vibrar; oscilação, movimentação periódica.

Irradiação: Ato ou efeito de emitir ondas, lançar raios de luz ou de calor, ou vibrações.

De acordo com o Espiritismo, radiações e vibrações teriam o mesmo significado. Seriam as projeções do pensamento ou do sentimento; as energias que conseguimos exteriorizar de nós mesmos.

Cada cérebro pode emitir vibrações de alta ou baixa freqüência, de acordo com os pensamentos constantes.

O amor vibra em alta freqüência; já o ódio em baixa.

Quantos mais elevados os pensamentos em amor, mais alta é a freqüência. O que eleva a freqüência vibratória do pensamento é o amor desinteressado; por outro lado, abaixa as vibrações tudo que seja contrário ao amor, como a raiva, o ressentimento, a mágoa, a tristeza, a indiferença, o egoísmo, a vaidade e tudo o que expressa isolamento e separação.

Devemos nos manter com o pensamento elevado, para que nossas preces possam chegar até os Espíritos que se encontram nas camadas elevadas (ondas curtas).

As ondas longas, de pensamentos terrenos e baixos, circulam apenas pela superfície da Terra. Qualquer pensamento de tristeza, ressentimento e crítica, abaixa as vibrações.

Irradiamos todos nós através dos nossos pensamentos, sentimentos, palavras e atos. Essa energia que emitimos continuadamente forma nosso hálito mental e se propaga ao nosso derredor. Essas energias tem reflexos sobre nós mesmos e sobre as pessoas que convivem conosco, os que estão distanciados e todos os seus do ambiente em que vivemos.

De acordo com os nossos sentimentos, e pensamentos constantes, emitiremos vibrações e irradiações benéficas ou maléficas.

Nos processos de passe ou irradiação, o seareiro, pela ação de sua vontade dirigida, transmite aos outros as suas energias vitais, que são imediatamente repostas pela absorção e metabolização automática das energias do ambiente pelos centros de força.

Na irradiação ou no passe, a pessoa, aplicando pensamento e vontade acelera essa absorção-metabolização e direciona as energias vitais e espirituais para aquele que as receberá.

Nossa mente irradia essas vibrações ou ondas que se propagam ao derredor em todas as direções, indo afetar a todos que estiverem na mesma sintonia.

Quem controla seus pensamentos, poderá afetar os outros de forma construtiva e positiva, podendo essa ajuda mental ser mais eficaz e duradoura que a própria ajuda material e emocional.

A matéria fluídica, movimentada pelas vibrações do pensamento, plasmam aquilo que é idealizado. Essas criações podem afetar outras pessoas se houver força de vontade e persistência do emissor e receptividade daquele que estará recebendo.

Para desenvolver a mente, devemos mantê-la sob treinamento contínuo, vigiando-a a cada segundo, permitindo apenas vibrações construtivas. Devemos ainda adotar hábitos salutares, eliminando vícios, maus pensamentos e sentimentos, aplicar-se ao estudo, à meditação e à prece. Acima de tudo, porém, devemos praticar, efetivamente, o amor ao próximo.


Ä Relaxação, Abstração e Concentração:

A relaxação deverá ser completa: muscular e psíquica. Para tanto, evitar todas as causas, pelo menos no dia da reunião, que levem o indivíduo a uma tensão.

Preparado convenientemente durante o dia, procurar alimentar-se frugalmente, evitando problemas de sobrecarga física; vestir-se com sobriedade, evitando roupas e calçados apertados.

Durante a reunião, manter-se relaxado, respirar calmamente, tomar na cadeira uma posição cômoda, solta, evitando a contração dos músculos, para facilitar um bem estar físico.

Abstração quer dizer desligamento de problemas que não digam respeito às finalidades da sessão: problemas domésticos, profissionais, particulares, etc.

A relaxação proporciona um bem estar fisiológico e a abstração evitando tensões psíquicas, dão condições par que o indivíduo possa focalizar seu pensamento em objetivos elevados.

Pensar no bem, no amor, na caridade, nas virtudes que exornam o caráter do verdadeiro cristão.

O resultado da reunião depende da concentração e da elevação com que é feita. Através dos exercícios dos bons pensamentos e a elevação dos sentimentos, o ambiente se satura de elementos espirituais (fluídicos) que favorecem às atividades.

A concentração é a convergência de pensamentos para um determinado fim. Essa convergência pressupõe a eliminação de todos os pensamentos que não sejam convenientes aos fins desejados.

Sem o preparo devido que deve começar pela manhã, evitando-se emoções violentas, atritos, desequilíbrios físicos e espirituais; sem o bom hábito de leituras sadias e o exercício dos bons sentimentos, dificilmente a pessoa, durante a sessão, tem tranqüilidade suficiente para se dedicar aos fins elevados do trabalho.

Nos ensinou Jesus uma regra que devemos aplicar em todas as atividades de nossa vida: "Vigiai e Orai".


Ä Manutenção vibratória - Técnica:

Ao pensar, a mente vibra e irradia vibrações ou ondas que se propagam no meio circundante com que esteja em sintonia. Assim, influenciamos os outros muito mais do que imaginamos, através da essência de nós mesmos.

Somos, desta forma, responsáveis pelas conseqüências das nossas boas ou más vibrações.

O Apóstolo Paulo nos adverte: "Tudo nos é lícito, porém nem tudo nos convém". Temos a liberdade para fazer o que quisermos, porém, os resultados, as conseqüências, serão sempre da nossa responsabilidade.

Através da nossa maneira de viver, as palavras que pronunciarmos, os atos que praticarmos e, especialmente, a qualidade dos nossos pensamentos e sentimentos, estaremos formando a nossa faixa vibratória, o nosso padrão vibratório.

Os que constantemente pensam em níveis elevados são verdadeiros "renovadores de ar", da atmosfera mental, melhorando-lhe a pureza e expandindo a consciência do mundo.

Independentemente do fato de sermos ou não médiuns de grande potencial, todos podemos ajudar nos processos curativos, se tivermos amor ao próximo e desejo de ajudar (não esquecendo, no entanto, que este processo estará sempre relacionado com o merecimento do paciente e as determinações maiores do alto).

Para que possamos colaborar em uma cura fluídica, necessitamos equilíbrio moral, psíquico e físico; logo, nesses trabalhos em que se lidam com os fluidos, é de suma importância o desenvolvimento moral do indivíduo, uma vez que a qualidade dos fluidos processados dependerão dele. Podemos desta forma dizer, que o grau de pureza dos fluidos emitidos corresponderá ao estado moral em que vibrar o emissor.

De acordo com o "grau de semelhança" entre eles, a alma vai exercer sobre o espírito livre, uma espécie de atração ou repulsão. As qualidade que atraem os bons Espíritos são: bondade, benevolência, doçura, simplicidade, amor ao próximo e desapego de coisas materiais.

A pureza de intenções e sentimentos, desejo ardente e desinteressado em ajudar, darão ao fluido emitido um poder reparador que o aproxima dos fluidos espirituais no processo de irradiação. O doador buscará Deus, fonte donde tudo promana, e depois, o receptor, tornando-se o canal através do qual a energia fluirá.

Nessas atividades de irradiação fluídica, a ação dos bons Espíritos é fundamental. Eles nos ajudarão na ampliação do fluido humano. Atuam com suas energias e técnicas, manipulando os fluidos e nos ajudando a suprir deficiências e limitações.

Na irradiação o doador sintoniza com o necessitado à distância e mentaliza o que deseja para ele: paz, harmonia, equilíbrio, coragem, e, através da prece, canaliza os fluidos benéficos.

Os receptores se beneficiarão à distância pelos fluidos emitidos conscientemente pelos seareiros e também pelas energias extraídas dos presentes e que será processada e canalizada pelos Espíritos cooperadores.

Devemos restringir o objetivo das irradiações para determinada área, pessoa ou grupo de pessoas. Pedidos feitos de forma genérica terão também o seu valor, mas os direcionados por, serem específicos, representam a ajuda imediata àquele que encontra-se necessitado.

Em estando propriamente em trabalho de irradiação, a pessoa após buscar a devida concentração (e o que é importante – mantê-la durante todo o trabalho), deve orar e a seguir focalizar o objeto de sua irradiação e transmitir através da sua vontade e do seu pensamento vibrações de paz, coragem, equilíbrio, paciência, resignação, etc.

BIBLIOGRAFIA:

Kardec, Allan – A Gênese, cap. XIV – Os fluidos.

Armond, Edgar – Centros de Força, Passes e Radiações – cap. II.

Pastorino, Carlos – Técnicas da Mediunidade – Plano Astral, cap. II.

Xavier, Francisco Cândido – pelo Espírito André Luiz – Entre a Terra e o Céu – cap. XX – conflitos da Alma.

Xavier, Francisco Cândido – pelo Espírito André Luiz – Evolução em Dois Mundos – cap. II - Corpo Espiritual.

Mello, Jacob – O Passe, seu estudo, suas técnicas e sua prática – O Passe à distância – Irradiações, p. 223.

03 - IRRADIAÇÕES

Preces e Irradiações

Em nossa Sociedade existe um trabalho chamado Sessão de Preces e Irradiações que é realizado nos seguintes dias da semana:
Segundas-Feiras, das 20h15min às 21h (Sessão de preces aos desencarnados);
Sextas-Feiras, das 20h15min às 21h (Sessão da Saúde).

As sessões de preces e irradiações são destinadas ao atendimento fluidoterápico de pessoas que se encontram enfermas em seus lares ou em ambiente hospitalar, tanto do corpo como da alma. Nossos entes queridos desencarnados também podem receber esta assistência através do lenitivo da prece durante essas sessões.

Àquelas pessoas que não podem estar presentes nos horários das sessões, há um local apropriado em nossa Sede para informar os dados de quem desejamos auxiliar. Os dados são os seguintes:
Nome;
Condição: encarnado ou desencarnado;

No caso de encarnado, local onde se encontra (lar, hospital, cidade - sem a necessidade de mandar seu endereço detalhado).

"A PRECE É A COMUNHÃO DA ALMA COM O CRIADOR DA VIDA,
O LENITIVO DAS GRANDES DORES,
O REFRIGÉRIO DOS CORAÇÕES ATRIBULADOS".

Aqueles irmãos que quiserem auxiliar na corrente do trabalho, bem como também se beneficiar na sintonia do amor, onde muitos se unem em coração e pensamento no ideal da luz e da paz, faça uma prece no horário de um dos trabalhos que, com toda certeza, auxiliarão a plantar o amor, como também serão envolvidos pelos bálsamos da corrente do Dr. Adolfo Bezerra de Menezes, patrono espiritual da União. UEPA

04 - IRRADIAÇÕES

AS MUDANÇAS ENERGÉTICAS DO CAMPO MAGNÉTICO E AS IRRADIAÇÕES CÓSMICAS
por Carina G Greco Freitas - kaalash.carina@terra.com.br


O momento cósmico pelo qual o nosso Sistema Solar e Estelar passam tem provocado importantes mudanças no sistema de corpos e suas redes ou malhas energéticas. Mudanças que vão desde o nível espiritual até os nossos corpos mais densos.
Estas transformações pelas quais passamos e passaremos nos próximos anos fazem parte de um evento cósmico que nada tem a ver com histórias místicas ou esotéricas. Um evento cíclico que se repete aproximadamente a cada 26.000.

A diferença desta vez é que uma parcela da humanidade alcançou certa maturidade espiritual e intelectual a qual permite a compreensão destes importantes acontecimentos. Além do que a média da frequência vibracional planetária, apesar da situação caótica, aumentou graças ao trabalho de tantos discípulos de luz que foram despertando e ancorando essas energias de transformação e iluminação.
As frequências e energias que atomizam não só o sistema solar de Monmatia como também a Terra atuam em todos os planos matriciais, ou seja, em todas as dimensões. Dessa forma, algumas atingem o nível espiritual, psíquico, emocional e outras os corpos e redes eletromagnéticas físicas.

Todas estas irradiações (positivas ou negativas) afetam nossas vidas cotidianas, nossas emoções, malhas magnéticas, pensamentos, sentimentos, saúde, etc..
As formas negativas de frequências sustentam a nossa conexão com regiões umbralinas, mantendo as nossas consciências presas à matrix de controle da humanidade.
As novas irradiações de Luz e de Amor se encontram atuantes na desprogramação dos baixos padrões das formas pensamento e emoções, ajudando na libertação de cada alma, permitindo que adquiramos uma nova visão da realidade.
Assim, abre-se à nossa frente um mundo além da dualidade, de oportunidades ilimitadas para ser e expressar nossa multidimensionalidade e Divindade, podendo acompanhar a quebra dos paradigmas e desaparecimento dos antigos conceitos que nos mantinham presos dentro de uma matrix encarnacional extremamente limitadora, responsável pelo atraso evolutivo no qual a humanidade se encontra hoje.
Ao alcançar uma visão e frequência mais elevadas sabemos que nenhum contato de qualquer nível com energias negativadas poderá nos afetar. Criaremos assim uma realidade onde nos encontraremos rodeados de seres com o mesmo nível energético, que amam e respeitam a Criação e suas Leis.

ALGUMAS ALTERAÇÕES FÍSICAS E ENERGÉTICAS

Enquanto passamos por este processo, todos os nossos corpos, desde o físico até o espiritual, se ajustam tentando acompanhar as mudanças sutis do nosso DNA. Vejamos algumas das principais alterações:

• Potencialização das forças psíquicas e emocionais. Ou seja, nossos pensamentos e sentimentos se tornam mais poderosos, podendo precipitar a cura, prosperidade e felicidade, assim como doenças, desequilíbrios, etc.. Esta é uma das principais causas de tantas doenças e desarmonias.

• Mudanças na nossa estrutura cerebral (nossos pensamentos e sentimentos passam por uma repolarização de seus padrões).

• A nossa sensibilidade, poder de cura e intuição aumentam como resultado das novas frequências e vibrações de luz às quais somos expostos.

• O corpo físico apresenta as mudanças necessárias para o acoplamento das novas realidades (mudança dimensional).

• O campo magnético, malhas, redes periféricas, chacras (afetando as glândulas e hormônios), sistema imunológico etc., também apresentam importantes transformações, recebendo com maior intensidade as novas energias e atuando como catalisadores das mesmas para que o corpo físico possa absorver as mesmas sem maiores conseqüências.
Recomendações para a transmutação e equilíbrio durante este processo:

• Conscientização, informação e conhecimento.

• Desenvolvimento da espiritualidade. Desapego de dogmas, conceitos e paradigmas que estagnam a evolução humana.

• Praticar meditações e esportes (sem exageros) é uma ótima forma de limpeza e equilíbrio do corpo físico.

• Massagem, acupuntura, florais, reiki, eteriatria, cura prânica, ioga, homeopatia, fitoterápicos, etc. devem ser usados em caso de desequilíbrios e doenças.

• Apometria, projeções e expansão da consciência também podem ajudar nas conexões com outras dimensões do Eu Sou.

• Alimentação saudável, isenta no possível de substâncias químicas junto a uma respiração correta também ajudam a passar pela mudança sem maiores transtornos.

• Trabalhar as emoções e sentimentos bloqueados e os estados de consciência negativados.

05 - IRRADIAÇÕES

IRRADIAÇÃO

É o processo de transmissão pelo qual a energia não precisa de um meio material para se propagar.

Exemplo:

Essa energia, que não necessita de um meio material para se propagar, denomina-se energia radiante, e é transmitida através de ondas eletromagnéticas.

O corpo que emite a energia radiante é chamado emissor; o que recebe, receptor.

As ondas eletromagnéticas são formadas por ondas de freqüências diferentes, chamadas radiação. As mais comuns são:

Freqüências decrescentes – raios cósmicos, raios , raios X, raios ultravioleta, luz visível, raios infravermelhos, microondas e ondas de rádio e TV.

Das ondas eletromagnéticas, as que se transformam mais facilmente em calor, quando absorvidas pelo receptor, são as infravermelhas, também chamadas ondas de calor.

Quando o calor radiante incide na superfície de um corpo, ele é parcialmente absorvido, parcialmente refletido e parcialmente transmitido. Na figura: Qi = parcela incidente; Qr = parcela refletida; Qa = parcela absorvida; Qt = parcela transmitida.